Nossos sentidos podem evocar claramente as memórias emocionais do nosso passado, liberando emoções positivas, como o prazer e a felicidade, ou negativas, como o medo e a raiva.

Dos cinco sentidos, o olfato é um dos mais potentes ao evocar memórias.
 Um simples perfume pode desencadear uma cascata de sentimentos, o cheiro de café, o cheiro da grama molhada, um perfume… libertam a nossa imaginação e nos transportam para outro lugar e outro tempo.

Os cheiros das lembranças

O olfato é o sentido que está mais próximo do hipocampo, uma estrutura cerebral responsável pela memória, que por sua vez está ligado ao sistema límbico, que é o centro emocional do cérebro. Os outros sentidos (visão, paladar, tato, audição), têm que percorrer um longo caminho para chegar as partes do cérebro responsáveis pelas memórias e emoções.

Portanto, a própria estrutura do nosso corpo e do cérebro são responsáveis por despertar nossas memórias.
São memórias vivas, capazes de reproduzir sensações que contêm uma mistura de ternura e tristeza que nós chamamos de nostalgia.

Um estudo realizado pela psicóloga Silvia Álava Llamado, “Os cheiros e as emoções”, demonstrou que as pessoas se lembram de 35% do que sentem o cheiro, e apenas 5% do que veem. Participaram desta pesquisa 1.000 pessoas de ambos os sexos, com idades entre 25 e 45 anos, e concluiu-se que a memória pode perceber até 10.000 aromas diferentes, mas consegue reconhecer apenas 200.

De acordo com esse estudo, quando sentimos um perfume esse cheiro fica registrado no cérebro juntamente com a emoção que sentimos nesse momento.

Então, quando nos lembramos do cheiro, sentimos a emoção!

Voltando para o estudo, 83% dos participantes disseram que lembram de momentos felizes com determinados cheiros e que sentir um cheiro familiar afeta mais do que ver um objeto que lhes traga algumas lembranças.

Fica a dica, texto excelente.

“Se alguém souber o autor, por gentiliza, dê os créditos”.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!